Eco Guaricana inicia Ecoturismo na Reserva Airumã, em Curitiba


Atividades como bike e caminhada terão ações de Educação Ambiental. Evento lança novas propostas de oficinas e cursos nesta chácara, em Santa Felicidade, que fica ao lado do Parque Tingui.

Blog Single Café da Eco Guaricana no Bosque da Airumá é um dos atrativos em Curitiba
O atendimento a grupos de Ecoturismo via a Eco Guaricana, por meio de atividades como bike, caminhada e corrida, ganha um grande impulso na Primavera/Verão 2017. A marca completa cinco anos e reuniu convidados e parceiros no dia 23 de setembro, na Reserva Airumã. O café da manhã simbolizou a chegada da Eco Guaricana em Curitiba. Desde 2013, em São José dos Pinhais, mais de mil pessoas estiveram na Guaricana. A programação de setembro a março terá ações de Educação Ambiental na Reserva Airumã, localizada em 36 mil metros quadrados, em Santa Felicidade, na Rua Fredolin Wolf.

“Fizemos um curso anual sobre proteção da Mata Atlântica na Airumã e as afinidades quanto a preservação da Natureza, seja na área rural ou urbana, fortaleceram uma parceria que já começou no recebimento de estudantes. O trabalho educacional será estendido aos grupos empresariais, familiares e de amigos, incluindo oficinas e workshops, como de marcenaria e de fotografia. Será possível pedalar, correr ou andar até o campo base e depois fazer um trekking dentro da Floresta Airumã, que abriga uma araucária de 360 anos”, projeta Marcos Rosa Filho, criador da Eco Guaricana e responsável pela organização dos cafés no bosque.

“Quem participa de uma imersão nas localidades agrícolas se conecta com a flora e fauna e, da mesma forma, quem conhece as reservas urbanas passa a saber mais da importância das regiões rurais”, enfatiza Terezinha Vareschi, proprietária da Reserva Airumã. Terezinha é presidente da Associação dos Protetores de áreas Verdes de Curitiba e Região Metropolitana (Apave).

O deck da Eco Guaricana instalado na reserva, como a trilha ecológica da chácara curitibana, tem rampa de acessibilidade. “Inserir as pessoas com necessidades especiais nos bosques e florestas são propostas técnicas e que, muitas vezes, precisam mais de boa vontade do que a parte financeira”, destaca o arquiteto Ricardo Mesquita.

#doeumaflor 2017
No dia 23, ainda houve o lançamento da campanha #doeumaflor. A iniciativa da artista plástica Katia Velo propaga a atitude de plantar, colher, presentear, pintar, esculpir e outras possibilidades de celebrar a chegada da Primavera de forma mais carinhosa, gerando uma corrente florida. Compartilhe, curta, comente nas redes sociais usando a hashtag #doeumalfor.

Informações no Facebook Eco Guaricana, site www.ecoguaricana.com.br, e-mail luci.ane@ecoguaricana.com.br e nos telefones 3058-4192 e 99641-9674.

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: