BluSol SJP completa dois anos com R$ 1,5 milhão em microcrédito


Instituição voltada aos microempreendedores começou há duas décadas em Blumenau-SC e tem novos planos de expansão na região de Curitiba

Blog Single Equipe da ONG é formada por agentes de crédito que apoiam empreendedores
A BluSol foi criada em 1997 por meio de entidades de Blumenau, no estado catarinense, para propagar o microcrédito, gerando recursos aos pequenos empreendedores, sejam formais ou informais. Hoje, é uma das principais instituições do Brasil no segmento do microcrédito produtivo e orientado. Os recursos repassados variam de 500 reais a cerca de 30 mil reais. Entre os diferenciais da BluSol, a disposição de produtos com serviços de orientação aos micro e pequenos empreendedores, inclusive, a quem pretende iniciar o próprio negócio.

Em 20 anos, os clientes catarinenses tiveram quase 350 milhões disponíveis. Somente via a unidade são-joseense (SJP), também a outras cidades metropolitanas e para a Capital, foram repassados R$ 1,5 milhão em 24 meses, somando 380 clientes. O microcrédito é a grande oportunidade de desenvolvimento sócio econômico nas áreas comercial, de serviço, industrial e agrícola.

Segundo o gerente Neimar Pavesi, a formalização dos créditos é uma relação que leva em conta quem o empreendedor realmente é. A grande força motriz do microcrédito é o agente de crédito. O seu papel é visitar o empreendedor ou potencial empreendedor e entender a ideia do negócio. A análise vai além dos dados financeiros, com avaliação da dedicação, inovação e impacto no empreendimento. Em cima dessas informações, é definido o crédito. Há proximidade do agente de crédito com o empreendedor. “Esta posição diferenciada da BluSol, como ferramenta de crescimento, garante melhores resultados aos clientes, baixa inadimplência e consequentemente mais recursos a serem destinados a outros empreendedores”, explica Neimar Pavesi, há 10 anos no grupo, gerente de negócios da unidade aberta no município em 2015.

Neimar comenta ainda que, a partir de SJP, foram formalizados empréstimos em praticamente todas as cidades metropolitanas, o que traz base para novas ampliações. “Nos primeiros dez meses, apresentamos a BluSol e atuamos em São José dos Pinhas. Depois, os agentes de crédito passaram a atender nas cidades metropolitanas. O perfil são-joseense, em Curitiba e outros municípios, vai do vendedor de doces de porta em porta ao micro empresário. Os valores médios são perto de R$ 4 mil. Como em Santa Catarina, o sucesso é a disposição de uma taxa justa de mercado no chamado microcrédito produtivo orientado. Atualmente, boa parte dos empreendedores esta em momento de renovação, isto possibilita abrirmos novas frentes de atendimento”, projeta Neimar Pavesi.

Crescimento de 16% em 2017
De janeiro a abril de 2017, foram liberadas pela instituição 3.219 operações de microcrédito. O número é 16% maior do que no mesmo período de 2016. Apenas nestes quatro meses, cerca de R$ 12.3 milhões foram injetados na economia.

A instituição também passou a operar com um fundo privado e internacional, via o grupo holandês Oikocredit, no valor de 2 milhões de dólares. O montante deve beneficiar aproximadamente 1.500 empreendedores. Além disso, contratos importantes de captação de recursos foram fechados com o BNDES e Badesc, na ordem de R$ 19 milhões.

Oito conselhos da comunidade administram a BluSol
Como ONG voltada aos micro empreendedores, um dos comprometimentos com o desenvolvimento econômico é o fato da BluSol ser gerida por oito entidades no Conselho de Administração: Associação Empresarial de Blumenau – ACIB; Associação das Micro e Pequenas Empresas de Blumenau – AMPE; Câmara dos Dirigentes Lojistas de Blumenau – CDL; Câmara Municipal de Blumenau; Universidade Regional de Blumenau – FURB; União Blumenauense de Associação de Moradores – UNIBLAM; Prefeitura Municipal de Blumenau – PMB; Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas de Blumenau e Região – SESCON.

Entenda um pouco mais sobre Microcrédito
Trata-se da opção mais viável de inclusão financeira e que proporciona rapidamente a melhoria dos negócios, contribuindo diretamente na autoestima dos empreendedores. O acesso aos recursos ameniza a saúde financeira e potencializa projetos. A legislação nacional prevê que os juros não podem exceder 4% ao mês. O micro crédito da BluSol chega a micro e pequenas empresas, vendedores, comerciantes e profissionais de serviços como eletricistas, encanadores, marceneiros, instaladores, etc.

Impacto gigante na economia
Segundo a Associação Brasileira de Entidades Operadoras de Microcrédito e Microfinanças (ABCRED), somente, ano passado, mais de 3 milhões de empreendedores brasileiros investiram com microcrédito, via mais de 30 organizações associadas à entidade. De acordo com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, entre janeiro e agosto, as micro, pequenas e medias empresas criaram 327 mil vagas de empregos, mais de 98% das empresas brasileiras, sendo 27% do PIB, e responsáveis por quase 60% dos postos de trabalho no País.

Informações Blusol São José dos Pinhais
(41) 3146-3110; na rua Visconde do Rio Branco 1800, sjpinhais@blusol.org.br; site www.blusol.org.br; Facebook https://www.facebook.com/ICCBluSol/.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: