Vereador Abelino (PSB) se envolve em mais uma briga


Campeão nas urnas para a Câmara de SJP, em 11/11 de 2012, o político saiu no braço com o ex-vereador Onildo (Sol). Sobre nova polêmica, político alega perseguição.

Blog Single Abelino começou os mandatos pelo PT e hoje PSB. Em 2016, teve o maior número de votos 3.141.
Conhecido por manter barraca de propaganda política na Rua XV, até em período sem campanha oficial, o vereador Abelino (PSB), candidato a deputado estadual, ao final da tarde, foi se queixar de impedimentos por ocupar via pública na Secretaria de Urbanismo de São José dos Pinhais. Segundo funcionários da pasta, o vereador só parou de agredir e xingar a servidora da secretaria depois que colegas interviram. Um celular é arrancado por Abelino da mão de quem o filmava. A Delegacia Central investiga o caso.

Ainda neste ano, o político teve seu escritório no bairro Guatupê fechado por ordem do Ministério Público. O local registrava pedidos de empregos que eram levados para empresas privadas e à Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Economia Solidaria (Sine), o que caracterizaria favor em troca de votos.

Depois das eleições de 2012, o vereador Onildo dos Santos, do partido Solidariedade, que não se reelegeu mais, acusou Abelino de ter lhe agredido e respondido à agressão. Na época, à reportagem, ambos reconheceram que o bate-boca gerou empurrões.

Nota sobre o caso sec. Urbanismo
Por meio de divulgação como esclarecimento, Abelino publicou em sua página: “Tenho lutado quase que sozinho contra crimes ambientais que vem ocorrendo em nossa cidade, muito deles com anuência do executivo, mas especificamente pela Secretaria de Urbanismo, no qual em alguns dos crimes, há indícios que o próprio Secretário de Urbanismo (sua empresa) executa os projetos o que é ilegal (Art. 68, §1° C/C art.69 da Lei orgânica municipal). Desde então, comecei a investigar essa secretaria solicitando documentos e informação, foi então que percebemos que autorizações para instalações de placas publicitárias em área de preservação, eram feitas até pela diretoria geral (cargo comissionado) eximindo o próprio Secretário, o qual deveria assinar documentos de tamanha relevância. Constatei também que existem contrapartidas, em que empresas deveriam realizar no município e não vem sido cumpridas, ou estão aquém da obra executada, lembrando que o Secretário de Urbanismo é presidente do Conselho de Municipal de Urbanismo. Diante deste contexto, imediatamente solicitei a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) através do requerimento nº 156/2018, com o intuito de investigar mais a fundo sobre essas liberações e contrapartidas, apresentei também o requerimento nº 158/18 para saber sobre a frequência (ponto eletrônico) de servidores da Secretaria de Urbanismo, infelizmente foi reprovado por alguns vereadores e não teremos acesso a essa informação. Tendo em vista todo esse quadro, pedi para dois assessores irem pessoalmente à Secretaria de Urbanismo, para levantar informações a respeito do crime ambiental que esta ocorrendo no Afonso Pena, quando para minha triste surpresa o Urbanismo se negou a prestar informações adequadas, enviando ‘recadinhos’ para meus assessores, que eu não poderia utilizar minha barraca na XV, em período eleitoral. Foi então que fui pessoalmente saber o porquê do recado, tendo em vista que não teria nada a ver com o primeiro objeto da conversa (Crime Ambiental). Quando comecei a debater os ânimos se exaltaram e lá havia quatro pessoas prontas com celulares em mãos fazendo gravações não autorizadas por este vereador, claramente uma armação. Tive acesso ao boletim de ocorrência e em nenhum momento tem relato de agressão ou danos patrimoniais. Fui o vereador mais votado de São José dos Pinhais, agora que apresentei meu nome para as eleições como candidato a deputado estadual, estou sofrendo perseguições como esta calúnia e difamação que fizeram contra minha pessoa, postando na internet mensagens dúbias contra minha pessoa, para tentar impedir que eu faça o meu trabalho. Tomarei providências legais e cabíveis para que toda a verdade venha à tona, pois como representante legitimo do povo, estou tentando desempenhar o meu papel de fiscalizar e combater crimes ambientais que são muitos na cidade, agora o executivo estão desvirtuado assunto, tirando o foco do objetivo principal, o crime ambiental na cidade - Vereador Professor Abelino.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: