Associação de SJP propaga sustentabilidade a todas as idades


Moradores das Moradias Trevisan tratam da importância dos recicláveis em várias atividades. Confira a última de três matérias do PautaSJP.com sobre lixo e a Dengue.

Blog Single Katiane Oliveira implantou na ASMOT projetos como o Programa Reciclar É Preciso
Temas como sustentabilidade, reutilização de embalagens e proteção da Natureza fazem parte das atividades socioculturais da Associação de Moradores Moradias Trevisan (ASMOT). A entidade são-joseense, localizada na região do Jardim Itália, possui sede própria onde ocorrem encontros de leitura de histórias na biblioteca, capoeira, dança, futebol, plantio de árvores, empreendedorismo, entre outras iniciativas abertas a todas as idades.

À frente dos trabalhos, Katiane de Souza Oliveira organiza com o marido, Paulo César do Carmo, ações que reúnem outros 50 voluntários e mais de mil participantes.

“Há cinco anos que estamos na direção da ASMOT e ficamos felizes com a sede cheia de gente, incluindo pessoas que estão cuidando mais do bairro e consequentemente da cidade. Do lixo reciclável estão surgindo opções de renda”, conta Katiane Oliveira.

Em período de prevenção a doenças, como a Dengue, Katiane lembra que o tema é ensinado na biblioteca e no dia a dia. “Temos o Programa Reciclar É Preciso em que garrafas pet são recolhidas e reutilizadas como decoração e nas hortas”, fala Katiane Oliveira.


Vigilância da Dengue
O Departamento de Promoção da Vigilância em Saúde é um órgão da Prefeitura de São José dos Pinhais, ligado à Secretaria da Saúde, em constante contato com a Secretaria de Meio Ambiente quando o assunto é a prevenção à Dengue.

“Prestamos apoio na fiscalização sanitária por estarmos diretamente envolvidos com a verificação do funcionamento de áreas comerciais e residenciais. A Unidade de Vigilância de Zoonoses faz o controle e prevenção de doenças transmitidas por vetores, como o mosquito Aedes aegypti, que transmite a Dengue e ainda a Zika e a Chikungunya”, explica o diretor Odevair da Silva Mathias.

“Hoje, a cidade apresenta focos de mosquitos, mas as análises laboratoriais realizadas pelas nossas equipes descartam a presença de infectados”, diz Odevair Mathias.


Confira as reportagens anteriores do PautaSJP.com na série
A limpeza correta do lixo doméstico e na rua evita o Aedes aegypti.
http://www.pautasjp.com/noticia.php?nid=4330

Doutor em mosquitos detalha ações preventivas contra a dengue.
http://www.pautasjp.com/noticia.php?nid=4334

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: