Massa venceu e 38 segundos depois deixou de ser campeão

Blog Single
Confira a trajetória de Hamilton para a vitória da temporada

Como em 2007, a temporada deste ano da Fórmula 1 foi muito equilibrada, e o circuito de Interlagos, em São Paulo, mais uma vez foi palco de indefinições quanto ao título até os últimos segundos de prova.
A diferença em relação ao ano anterior foi a chuva que caiu antes e há oito voltas do final, e pela primeira vez na história da categoria ocorreu uma decisão de campeonato a poucos metros da linha de chegada. O vice-campeão, Felipe Massa, da Ferrari, recebeu a bandeirada de vitorioso, e, durante 38 segundos, era o campeão, até que Lewis Hamilton, da McLaren, completou a 71ª volta da prova em quinto lugar.
Massa chegou a ficar como campeão porque na volta anterior, Hamilton ocupava a sexta posição, o que não dava a ele naquele momento uma pontuação suficiente para que ficasse à frente do brasileiro no campeonato. Aos 23 anos Lewis Hamilton é o mais novo campeão da categoria em se segundo ano no esporte.

Hamilton e Massa dominaram segundo semestre
1ª prova(16/03) - Em março o piloto inglês Lewis Hamilton teve uma grande vitória no GP da Austrália, cinco meses depois de perder o campeonato de 2007 para Kimi Raikkonen da Ferrari, por apenas um ponto, após erros de pilotagem no GP Brasil, em seu campeonato de estréia. Na prova australiana Massa rodou sozinho momentos antes da largada, bateu no muro, e com problemas mecânicos, na volta 30 abandonou. Além de Massa, outros 15 carros, entre 22, não terminaram.
2ª prova (23/03) - No GP da Malásia, o pole-position Felipe Massa após ser ultrapassado por Raikkonen, nas paradas nos boxes, rodou e abandonou a prova. Vitória da Raikkonen e Hamilton chegou em quinto lugar.
3ª prova (06/04) - No Bahrein o brasileiro finalmente fez uma boa corrida, sendo o primeiro no grid e na chegada. Hamilton, com problemas mecânicos desde o início, não pontuo, e caiu de primeiro para terceiro no campeonato.
4ª prova (27/04) – Na Espanha primeira vitória no ano de Raikkonen, com Massa em segundo fazendo mais uma dobradinha da Ferrari. Hamilton foi o terceiro, mas passava à segunda população na tabela.
5ª prova (11/05) – No GP da Turquia o piloto Felipe Massa foi pole position e o grande vitorioso, mas Hamilton chegou em segundo, seguido por Raikkonen. Neste momento Massa e Hamilton tinham 28 pontos e Raikkonen era o líder com 35.
6ª prova (25/05) – Em Mônaco, após quatro corridas, Hamilton volta ao lugar mais alto do pódio, quando ganhou em baixo de chuva no principado, e voltou a liderar o campenato. Na prova, foi seguido por Kubica e Massa, que fez a pole position.
7ª prova (08/06) – No Canadá, Hamilton teve seu dia de trapalhão ao sair dos boxes para aproveitar a entrada do safety car, acertou a traseira de Raikkonen, provocando o abandono de ambos. Primeira vitória do polonês Kubica, que assumia a liderança do campeonato com 42 pontos. Felipe Massa foi o quinto colocado.
8ª prova (22/06) – Na França o pole position foi Raikkonen, mas por causa de problemas mecânicos teve que deixar a liderança na pista para Massa. Hamilton punido por uma ultrapassagem pela zebra contra Vettel, não pontuou, e caiu para a quarta colocação no campeonato, com 38 pontos. Com a terceira vitória Massa chegou a 48 pontos, Kubica 46, e Raikkonen 43 pontos.
9ª prova (06/07) – Na Inglaterra Hamilton vence mais uma vez na chuva e assume a primeira posição na tabela, pelos critérios de desempate, ao lado de Raikkonen, que chegou em quinto, e Massa, que não pontuou após rodar cinco vezes.
10ª prova (22/06) – Segunda vitória seguida de Hamilton ao ganhar na Alemanha de ponta a ponta, com Piquet Jr em segundo, e Felipe Massa em terceiro.
11ª prova (03/08) – Na Hungria, o pole position Hamilton foi ultrapassado por Massa na largada, mas a três voltas do final o motor da Ferrari estourou. Vitória do campanheiro de McLaren, Heikki Kovalainen. Hamilton foi apenas o quinto colocado, mas mantinha a liderança da temporada.
12ª prova (24/08) – A estréia do circuito de Valência na Espanha teve vitória de ponta a ponta de Felipe Massa, que voltou ao segundo lugar no campeonato. Hamilton foi o segundo e Kubica, terceiro na temporada, fechou o pódio.
13ª prova (07/09) – Venceu mas não levou. Hamilton foi o vencedor correndo na chuva, na Bélgica, mas foi punido pela ultrapassagem em Raikkonen no final da prova, que momentos depois bateu e abandonou. Hamilton teve no seu tempo mais 25 segundos o que o deixou em terceiro. Massa herdou a primeira posição, e Heidfeld, que foi ao pódio como terceiro, virou o segundo colocado.
14ª prova (14/09) – Choveu muito na classificação de sábado e na corrida de domingo do GP da Itália. Os favoritos largaram de trás. Vitória de Vettel, Felipe foi o quinto, a um ponto no campeonato de Hamilton, sexto na prova.
15ª prova (28/09) – O primeiro GP noturno da história, em Cingapura, marcou o retorno do bi-campeão Alonso à vitória, por causa de um safety car. Hamilton em terceiro e Massa, que foi o pole, não pontuo.
16ª prova (12/10) – Na largada do GP do Japão, Hamilton foi ousado demais e em poucas voltas curvas saiu da pole position para a sétima posição. Além de Hamilton, Massa, sétimo na prova, também foi punido. Segunda vitória consecutiva de Alonso.
17ª prova (19/10) – Na China Hamilton venceu de ponta a ponta. Raikkonen cedeu no final a segunda posição para Felipe. Neste período Hamilton ia para o GP Brasil, último do ano, com sete pontos de vantagem para o brasileiro.
18ª prova (02/11) – Em São Paulo, Felipe Massa foi o pole position e venceu pela segunda vez no Brasil. Na penúltima curva antes da bandeirada, Hamilton supera Timo Glock e fica em quinto, posição que torna o inglês o campeão de 2008, com apenas um ponto de vantagem para Massa. Final Hamilton 98 pontos e Felipe Massa 97 pontos.

[PautaSJP.com]

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: