Curitiba pode ter passagem com valor diferenciado por período


Mas não há proposta em pagar menos nos deslocamentos por trechos pequenos

Blog Single Projeto prevê menor número de passageiros nos horários de pico
Nos últimos anos, houve grande queda de usuários do transporte coletivo em Curitiba e Região Metropolitana, conforme dados da URBS (Prefeitura da Capital) e Comec (Governo do Paraná). Uma possibilidade dos usuários retornarem é o pagamento diferenciado por período, sendo mais barato nos horários que não sejam de pico, conforme estudo enviado, recentemente, pela Prefeitura de Curitiba à Câmara de Vereadores.

“A tarifa diferenciada por horário fará melhor uso da frota nos horários de entre-picos, momentos que a frota apresenta certa ociosidade. Teremos ainda uma melhora nos níveis de prestação do serviço nos horários de pico, justamente pela melhor distribuição dos passageiros ao longo do dia, trazendo mais conforto à população”, cita o projeto que, se for aprovado, será regulamentado via decreto.

Sem proposta de valor diferente por trecho
Outra ideia que é apontada quando o tema é mobilidade, mas que não faz parte das atuais tratativas entre Executivo e Legislativo, é quebrar o valor por trecho. Além da superlotação, o preço é caro a quem circula pouco. Se um passageiro sair do Terminal Boqueirão e for ao Terminal do Hauer, para se deslocar 5 km de distância, gasta R$ 4,50, mas, se for do Terminal Boqueirão à cidade de Campo Largo a tarifa é a mesma e percorre quase 50 km.

PautaSJP.com


Compartilhe esta notícia no Facebook: