SJProspera realiza reunião na Câmara Municipal com representantes da Sanepar


Vereadores e comunidade são-joseense conheceram mais sobre questões ligadas à barragem da Bacia do Miringuava

Blog Single O presidente do SJProspera, Claudemir Gibrim, enfatizou a importância de avaliação dos impactos do projeto
O Programa de Desenvolvimento Econômico de São José dos Pinhais (SJProspera), entidade voltada à participação da sociedade civil organizada junto ao Poder Público, contando com a participação da maioria das instituições são-joseenses, realizou, na última quarta (19), na Câmara Municipal, encontro para que os vereadores e comunidade são-joseense pudessem conhecer mais sobre questões ligadas à barragem da Bacia do Miringuava. A represa está sendo construída pela Sanepar. A capacidade de ampliação do abastecimento, na região Sul, será de 38 bilhões de litros de água.

Segundo o presidente do SJProspera, Claudemir Gibrim, a necessidade da criação de uma câmara técnica especial da Bacia do Rio Miringuava se deu depois que ficou evidente, durante a fase de entrevistas com lideranças do município, a preocupação com o impacto econômico e social após o término da barragem.

Entre as prerrogativas da Câmara, o contato com técnicos e diretores da Sanepar para esclarecimentos de tão complexa obra. “Entendemos que é importante que a estatal possa nos atender sobre questões diretamente ligadas aos moradores, agricultores e empreendedores do entorno da bacia, de forma que possamos, como cidade, colaborar e participar para extrairmos o que tiver de melhor durante e após o término da obra e pensando o município em longo prazo”, comentou Claudemir Gibrim.

Durante o evento, o diretor jurídico da Sanepar, Andrei Rech, acompanhado de vários representantes da empresa, destacou o interesse em esclarecer todas as perguntas do SJProspera e se colocou à disposição para um trabalho de referência nacional.

“Temos nesta reunião e, após o encontro, profissionais de diferentes setores para responder as perguntas quanto a temas da construção e funcionamento da captação de água”, disse Andrei Rech

Também estiveram presentes, os vereadores professor Assis, Silvio Santo, Tadeu Camargo e Alberto Setnarsky; o procurador geral do município, Áriston Ghidin; o conselheiro da Casa Civil (governo do Paraná), Renato Adur; o presidente da Aciap, Sidnei Nascimento, entre várias lideranças que também integram o SJProspera .


Barragem
O projeto da Barragem do Rio Miringuava faz parte do Plano Diretor SAIC – Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba e Região Metropolitana, para garantir o suprimento de água de São José e outras cidades do Sul da Capital, como Fazenda Rio Grande. Nas fases anteriores, ocorreram as desapropriações de chácaras. Atualmente, encontra-se na etapa de finalização da construção para abertura das comportas e alagamento.


Obra
Quando ficar pronta, a Barragem do Miringuava vai garantir o atendimento à demanda por água tratada dos moradores da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) até o ano de 2030. O valor total do empreendimento é de R$ 87,8 milhões. O volume corresponde a 15.282 piscinas olímpicas. A altura da barragem será de 24 metros, equivalente a um prédio de oito andares, com extensão de 309 metros.
A bacia hidrográfica é utilizada como manancial de abastecimento público há mais de 30 anos, com a captação de água direta do rio. O sistema Miringuava, incluindo a Estação de Tratamento de Água, vem tratando menos de mil litros de água por segundo. Com a conclusão da barragem, o sistema terá dobrada a capacidade, passando a dispor de dois mil litros por segundo.


SJProspera
O SJProspera é o Programa de Desenvolvimento Econômico de São José dos Pinhais, criado em 2018, como entidade voltada ao crescimento sócio econômico do município, com participação da Associação Empresarial (Aciap), Sebrae/PR, Câmara Municipal e Prefeitura, além de vários integrantes das comunidades por meio das Câmaras Temáticas.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: