A partir de hoje (23), comércio de SJP deve fechar por causa de Estado de Emergência


Devido ao Covid-19, apenas varejo e serviços de primeira necessidade, agricultura e indústria poderão funcionar, conforme atualização do decreto estadual ontem (22)

Blog Single 9h desta segunda (23), dia útil, e comércio são-joseense não abre as portas
Desde a última sexta-feira (20), São José dos Pinhais passou a restringir as atividades comerciais e de lazer para conter a pandemia mundial do vírus covid-19 (coronavírus). Por meio de decreto municipal n° 3.728/20, via o prefeito Antonio Fenelon, foi anunciada Situação de Emergência com a proibição de circulação e, consequentemente, o fechamento de áreas comuns como missas e cultos em igrejas, shopping, festas e eventos em geral, incluindo passeio no Parque São José dos Pinhais. A medida ainda permitia serviços como barbearias e salões de beleza com horário agendado, porém, decreto estadual n° 4.318/20, via o governador Ratinho Junior, sábado (21), ampliou o Estado de Emergência. A Prefeitura então seguiu a medida estadual e definiu o fechamento do comércio que não seja de primeira necessidade. Segundo Procuradoria da Prefeitura, a Guarda Municipal estará hoje (23) de manhã nas ruas para pedir aos comerciantes que mantenham as portas abaixadas.

A suspensão das aulas da rede municipal a partir de 23 de março foi em decreto anterior n° 3.726 de 17 de março de 2020, que também suspendia todos os eventos públicos da Prefeitura e atendimento à população nas atividades esportivas e culturais como teatros e museus.

Na sexta, a Associação Empresarial de São José dos Pinhais (Aciap) emitiu comunicado apoiando a restrição no decreto municipal e pedindo a colaboração dos comerciantes “Solicitamos a conscientização de todos quanto a gravidade da situação que entendemos ser momentânea se todos cooperarem e cada um fizer a sua parte. A saúde e o bem estar de todos nós estão acima do interesse econômico”, disse o presidente da Aciap, Sidnei Jocemir Nascimento.


Bancos
O sistema bancário, conforme orientação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), é apenas para atendimento a pessoas em situações de risco, como idosos. Demais clientes somente via internet e pelos aplicativos de celular.


Situação de Emergência – Estado de Emergência – Calamidade Pública
São José dos Pinhais passou de Situação de Emergência dia 17 de março para Estado de Emergência hoje (23), mas as cidades paranaenses, diferente do governo de São Paulo e os municípios paulistas, ainda não se enquadram em Estado de Calamidade Pública. Em Santos, por exemplo, uma surfista foi retirada da água por não respeitar o decreto do Estado de São Paulo. Caso, recusasse, seria presa pela polícia.


Sem mortes em SJP, segundo Executivo Municipal
De acordo com o Departamento de Promoção e Vigilância em Saúde, através da Divisão de Vigilância Epidemiológica de São José dos Pinhais, em relação aos casos monitorados pelo departamento, a cidade não registrou pessoa infectada ou óbito causado pela virose. Até ontem (22), às 16h, 09 casos suspeitos aguardavam resultado laboratorial e 02 casos foram descartados.


Sem mortes no Paraná, segundo Secretaria de Estado da Saúde
A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou novo boletim do coronavírus ontem (22), contabilizando 54 casos confirmados da doença no Paraná. Os novos casos são de Curitiba (3), Foz do Iguaçu (3), Cianorte (1), Colombo (1), Pinhais (1) e moradores de Miami-EUA (2) que estão sendo tratados no Estado. Os 11 novos pacientes deste boletim são seis homens e cinco mulheres, com idades entre 17 e 54 anos, e que estiveram na Itália, Emirados Árabes, Miami e/ou em contato com casos confirmados fora do Estado.


O que pode abrir segundo o último decreto estadual (4.318/20)
- captação, tratamento e distribuição de água;
- assistência médica e hospitalar;
- assistência veterinária;
- produção, distribuição e comercialização de medicamentos para uso humano e veterinário e produtos odonto-médico-hospitalares, inclusive na modalidade de entrega delivery e similares;
- produção, distribuição e comercialização de alimentos para uso humano e veterinário, inclusive na modalidade de entrega delivery e similares, ainda que localizados em rodovias;
- agropecuários para manter o abastecimento de insumos e alimentos necessários à manutenção da vida animal;
- funerários;
- transporte coletivo, inclusive serviços de táxi e transporte remunerado privado individual de passageiros;
- fretamento para transporte de funcionários de empresas e indústrias cuja atividade esteja autorizada ao funcionamento;
- transporte de profissionais da saúde e de coleta de lixo;
- captação e tratamento de esgoto e lixo;
- telecomunicações;
- guarda, uso e controle de substâncias radioativas, equipamentos e materiais nucleares;
- processamento de dados ligados a serviços essenciais;
- imprensa;
- segurança privada;
- transporte e entrega de cargas em geral;
- serviço postal e o correio aéreo nacional;
- controle de tráfego aéreo e navegação aérea;
- compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais nas instituições financeiras;
- atividades médico-periciais relacionadas com o regime geral de previdência social e a assistência social;
- atividades médico-periciais relacionadas com a caracterização do impedimento físico, mental, intelectual ou sensorial da pessoa com deficiência, por meio da integração de equipes multiprofissionais e interdisciplinares, para fins de reconhecimento de direitos previstos no Estatuto da Pessoa com Deficiência;
- outras prestações médico-periciais da carreira de Perito Médico, indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade;
- setores industrial e da construção civil, em geral;
- geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e de gás;
- iluminação pública;
- produção, distribuição e comercialização de combustíveis e derivados;
- vigilância e certificações sanitárias e fitossanitárias;
- prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais e de doença dos animais;
- inspeção de alimentos, produtos e derivados de origem animal e vegetal;
- vigilância agropecuária;
- transporte de numerário;
- serviços de manutenção, assistência e comercialização de peças de veículo automotor terrestre.


Serviço municipal de apoio contra o Covid-19
A Prefeitura de São José dos Pinhais tem a Central de Informações Coronavírus
Dúvidas ou sintomas antes de procurar pessoalmente os serviços da Saúde: 41-3381-6388, segunda a sexta das 8h às 19h.
Atendimento público em caráter pessoal no Hospital São José dos Pinhais e Postos de Saúde.


PautaSJP.com e informações Pref. SJP e gov. do Estado

Compartilhe esta notícia no Facebook: