Novo decreto de SJP mantém Parque Municipal fechado


Hoje (20), completam-se quatro meses do único espaço de lazer de grande porte da cidade sem público e de perspectiva de reabertura

Blog Single Parque São José dos Pinhais tem área de 649 mil metros quadrados
Ao somar quatro meses sem receber público, o Parque São José dos Pinhais, no bairro Cidade Jardim, e os poucos locais de lazer ao ar livre da cidade, como o Parque da Fonte, bairro Afonso Pena, e o Bosque da Usina, Centro, não possuem perspectiva de reabertura neste período de pandemia do coronavírus, conforme último decreto (nº3887) de 15 de julho.

Entre os impedimentos em curto prazo de liberação, conforme apurou a reportagem quanto ao Parque São José, os diferentes acessos a uma área de 649 mil metros quadrados e dificuldade de controle preventivo, mais a necessidade de liberação no mesmo momento de locais vizinhos curitibanos, como o Parque Náutico e Parque da Imigração Japonesa (Memorial Rio Iguaçu - Sanepar), para não ocorrer uma migração descontrolada. Com a abertura dos shoppings, ambientes indoor, consequentemente, surgem as dúvidas da razão de não permissão de atividades outdoor.

Segundo o secretário municipal do Meio Ambiente (SEMMA), Ahirton Sdroiesk Junior, os parques, apesar de serem abertos, apresentam dificuldades no controle e limitação do número de pessoas e acesso a itens de segurança e higiene e o necessário distanciamento social e permanência. "A reabertura tem sido discutida no Comitê de Crise”, comenta Ahirton Sdroiesk Junior.

Sobre um retorno, o agente público fala de práticas esportivas individuais, por tempo limitado, evitando aglomerações e possíveis contaminações sem parquinhos e churrasqueiras, e considera que o município carece de novos parques.

“Precisamos de mais espaços. Por este motivo, a Prefeitura vem estudando alternativas, executando projetos e buscando financiamentos para construir outros espaços para população, como o Parque Linear do Rio Itaqui e projetos em parceria com a Prefeitura de Curitiba na região do Rio Iguaçu”, almeja o secretário.


Reabertura de parques em SP via colaboração são-joseense
Além de frequentadora assídua de corridas de treino no Parque São José, a advogada Vivian Dombrowski é criadora do Projeto Muda Cidade, organização comunitária voltada à mobilidade urbana e acessibilidade. A dedicação ao estudo de áreas de lazer e o crescimento dos municípios lhe rendeu convite para participar do planejamento de reabertura dos parques da capital paulista, via coordenação da vereadora Janaína Lima em proposta ao prefeito Bruno Covas.

“Existem questões que diferenciam os espaços de São Paulo, como as grades e acessos específicos que favorecem o controle de entrada, pois todos os parques paulistanos são gradeados, mesmo parques gigantes como o Ibirapuera, mas algumas medidas, como liberação, em um primeiro momento, somente de segunda a sexta, em uso individual, seria a transição e experiência de funcionamento para receber os visitantes no fim de semana”, avalia Vivian Dombrowsk, que acrescenta sobre a importância do uso regional.

“A falta de parques em São José dos Pinhais também deveria ser um conceito motivador de utilização dos bairros e pequenas praças, de criar uma cultura de treinos nas ruas e convivência com as localidades para que os moradores não precisem atravessar a cidade para treinar e ter o lazer”, conclui a advogada.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: