PautaSJP.com divulga mais informações exclusivas sobre escutas nos telefones da Secretaria Municipal de Segurança de São José dos Pinhais 08-Dec-08

As gravações realizadas, há pelo menos três semanas, possuem ligações feitas e recebidas por servidores da Prefeitura, de departamentos como Demutran, Guarda Municipal, administrativo da Secretaria de Segurança, e Engenharia de Tráfego


As gravações realizadas, há pelo menos três semanas, possuem ligações feitas e recebidas por servidores da Prefeitura, de departamentos como Demutran, Guarda Municipal, administrativo da Secretaria de Segurança, e Engenharia de Tráfego

A Promotoria Criminal do Foro Regional da Comarca de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, por meio do promotor Divonzir Borges e da juíza Hilda Moricz, recebeu na última sexta-feira, às 19h, protocolo de denúncia, do Conselho Comunitário de Segurança da cidade (Conseg), sobre escutas telefônicas irregulares em vários departamentos da Secretaria Municipal de Segurança, localizada na Rua Veríssimo Marques, centro da cidade.
O Conseg atendeu pedido de um servidor de carreira da Prefeitura que trabalha na Secretaria de Segurança, e que conseguiu cópia de diversas horas de gravação de conversas telefônicas, de setores como Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), Guarda Municipal (GM), administrativo da Secretaria de Segurança, e Engenharia de Tráfego.
De acordo com o presidente do Conseg, o advogado Jaiderson Rivarola, o denunciante, cujo nome é mantido em sigilo, comentou que outros oito servidores, pretendem conversar com a Promotoria Criminal nos próximos dias para pedir providências. O protocolo foi encaminhado para a Promotoria Criminal com o nome do servidor denunciante e um cd com as gravações.
O denunciante teria afirmado ainda ao Conseg, que o grampo foi colocado a pedido da chefia da secretaria, como forma de conhecer os servidores que estavam a favor ou contra a direção da Secretaria Municipal de Segurança, comandada pelo secretário Ariovaldo Gouveia.

Conteúdo das gravações
O PautaSJP.com teve acesso a algumas gravações que tratam principalmente sobre trabalho, mas muitas conversas também são particulares, entre os servidores, e com amigos e parentes. Uma das datas citadas nos diálogos é referente a 28 de novembro, portanto, são registros feitos há pelo menos duas semanas.
Os diálogos são gravados a partir do momento que os funcionários ligam o telefone, e quando a ligação se completa, quem está do outro lado da linha também é gravado.
Como os servidores da Secretaria de Segurança pertencem a departamentos que trabalham com diferentes setores da Prefeitura, existem dezenas de conversas com outros órgãos municipais, como Planejamento, Governo, Finanças e Urbanismo, Instituto de Desenvolvimento Urbano (IDU), e também órgãos estaduais, como a Polícia Militar.

Equipe de transição do prefeito eleito
A equipe de transição do prefeito eleito Ivan Rodrigues, formada por três pessoas nomeadas pela Prefeitura e outras nove indicadas por Rodrigues, desde o dia 10 de novembro, ocupa uma das salas da Secretaria Municipal de Segurança.
A denúncia de grampos telefônicos na secretaria pode colocar em dúvida a idoneidade do processo de transição de governo da gestão Leopoldo Meyer para a gestão Ivan Rodrigues.

Outras denúncias
No dia 08 de junho, conforme matéria publicada pelo PautaSJP.com, um grupo de guardas municipais de São José dos Pinhais pediu a exoneração do secretário Ariovaldo Gouveia Sobrinho.
Em entrevista à rádio CBN na época, um dos guardas insatisfeitos, que compareceu ao Salão de Atos, para falar com o prefeito Leopoldo Meyer, reclamou da maneira truculenta e desrespeitosa que o secretário vinha tratando os subordinados.
Em 08 de agosto, como candidato à reeleição, o prefeito Leopoldo Meyer, quando concedeu entrevista para o PautaSJP.com, disse que confiava plenamente no secretário Ariovaldo Gouveia, e as queixas representavam uma minoria entre os guardas municipais.
A secretaria Municipal de Segurança foi criada em 2005, para a implantação da Guarda Municipal, em 2006. Nestes dois anos a GM atua como apoio às polícias Civil e Militar para gerar segurança à comunidade.

[PautaSJP.com]