Ricardo Maurício é o grande campeão da Stock Car em 2008

Blog Single
Thiago Camilo vence a prova de SP

Ricardo Maurício é o novo campeão da Copa Nextel Stock Car. O piloto da Medley/WA Mattheis (Peugeot) contou com o abandono de Marcos Gomes, que após um acidente na oitava volta envolvendo os pilotos Nonô Figueiredo, da Officer Motorsport (Mitsubishi) e Juliano Moro, da Nascar (Mitsubishi), teve problemas no carro e não conseguiu continuar na pista.
Marcos Gomes chegou a trocar o pneu esquerdo traseiro de seu carro, mas a mudança não surtiu efeito e, na volta seguinte, o piloto parou o carro nos boxes.
O campeão também levou o susto durante a corrida. Na primeira volta, ao tentar ultrapassar o carro de Antonio Pizzonia, ele colidiu com a traseira do adversário, danificando as laterais do carro 90. Na parada para reabastecimento, os mecânicos retiraram a frente do carro. Ricardo Maurício terminou a prova na décima terceira posição.
É, os internautas estavam certos! Na última enquete o site oficial da categoria perguntou quem iria ser o campeão da temporada 2008. A alternativa Ricardo Maurício recebeu 59% dos votos.

Thiago Camilo vence e Ingo Hoffmann sobe ao pódio na despedida
A vitória da última etapa da categoria ficou com Thiago Camilo. O piloto da Vogel Motorsport (Chevrolet) fez uma rápida parada para reabastecimento e se beneficiou da punição de Cacá Bueno, que foi obrigado a realizar um drive-thru por ultrapassar o limite de velocidade nos boxes quando liderava a prova.
A corrida em Interlagos começou com a temperatura elevadíssima. Cacá Bueno, que fez a pole position no treino classificatório, competiu pelo terceiro lugar no campeonato, e nessa briga, Thiago Camilo levou a melhor. Cacá teve problemas no limitador de velocidade e, com a punição, terminou a prova na décima posição e em quarto no campeonato.
Em sua despedida da categoria, Ingo Hoffmann, da AMG Motorsport (Mitsubishi) fez uma bela corrida. O piloto doze vezes campeão da Stock Car largou em sétimo, mas logo pulou para a terceira colocação, garantindo seu lugar no pódio. Ele terminou o campeonato na décima primeira colocação.
Em uma corrida conservadora e procurando não arriscar muito, Ricardo Sperafico, da Panasonic Racing (Peugeot), chegou a liderar a prova, mas terminou a corrida na segunda posição, subindo oito lugares na classificação.
Ao término da prova, três pilotos acabaram sendo punidos. Átila Abreu, da JF Racing (Peugeot), foi desclassificado pois sobrou mais de um litro e meio na garrafa de reabastecimento. Rodrigo Sperafico, da Terra Racing (Mitsubishi) recebeu a mesma punição devido a uma irregularidade encontrada na carroceria de seu carro. Tarso Marques , da Sky Racing (Peugeot), que havia terminado a prova em sétimo, recebeu o acréscimo de vinte segundos por atitude antideportiva em seu tempo e caiu para décima sexta colocação.

Carro em chamas
Um acidente na reta dos boxes na primeira volta envolvendo Norberto Gresse, da Nova/RR (Peugeot) e Felipe Maluhy, da Terra Racing (Mitsubishi), assustou a todos que assistiam a corrida no Autódromo de Interlagos.
Gresse acabou com o carro em chamas e saiu correndo enquanto a equipe de resgate tentava apagar o fogo. Maluhy foi ver se estava tudo bem com o colega, mas não aprovou a atitude do piloto na pista. “Uma manobra dessas a 200 Km/h não é uma atitude digna de um profissional dessa categoria.”

Fonte Agência WE - São Paulo

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: