Alunos da Escola Milenium promovem a conscientização no Dia Mundial do Meio Ambiente

Blog Single
Estudantes são vereadores mirins e representantes da rede comunitária do colégio

Onze alunos de 7ª a 8ª série da Escola Milenum, da parte da manhã, promoveram ontem, no Parque da Fonte, das 14h às 16h, uma ação de conscientização voltada ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 05 de junho. Os estudantes, dos quais nove são vereadores mirins, recolheram lixo, colaram cartazes e distribuíram panfletos aos transeuntes e freqüentadores do parque com citações à importância da Araucária, árvore símbolo da mata nativa paranaense, e chamaram a atenção para se evitar a dengue.
Na opinião de Marcelo da Rocha Junior, 13 anos, que cursa a 8ª série e reside no centro da cidade, é importante que o lixo seja cuidado nas residências, empresas e áreas públicas. “A idéia era organizar esta atividade de conscientização e protesto no Dia do Meio Ambiente, mas pensamos agora em fazer isso uma vez por mês. Também vamos colocar as fotos do lixo recolhido no Orkut e no site da escola”, disse Marcelo, secretário do Programa Vereador Mirim na escola.
O presidente do programa é o aluno Mateus de Oliveira, do bairro São Pedro, e ele disse que separa o lixo quando está em casa. “Eu aprendi a não misturar o lixo, como o orgânico junto ao reciclável, com os meus pais”, contou Mateus, que chegou ao parque com seus colegas e a coordenadora da Milenium, Elizabete da Silva, na van do colégio. Esta não foi a primeira ação educacional dos amigos, pois no Dia da Água, em 22 de março, eles distribuíram copos de água para quem passava em frente ao colégio. Também participou da atividade o coordenador do Programa Vereador Mirim da Câmara Municipal, Luiz Carlos Marques.
Morador pede mais atenção do poder público e vizinhança
O metalúrgico Zadock Almeida Filho é natural do Amazonas e mora no bairro Afonso Pena há sete anos. Ele elogiou a iniciativa dos meninos e meninas da escola e disse que adora passear pelo parque, além de ser consumidor da água do local. “A água que existe aqui é muito boa, mas as pessoas deviam ter mais cuidado para não prejudicar o córrego, e realmente tem muito lixo”, disse Zadock, que sugeriu a instalação de postes de luz para que o lugar possa ser freqüentado à noite.

[PautaSJP.com]

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: