O retorno do ‘Rei de Interlagos’

Blog Single
Bruna Narcizo - Agência WE – São Paulo

Disputada, impressionante, surpreendente. Adjetivos não faltam para descrever a 5ª etapa da Copa Nextel Stock Car. Ultrapassagens, rodadas, toques, brigas por posições foram apenas os temperos da vitória de Marcos Gomes, da Dolly-Action Power (Chevrolet).

Ricardo Maurício, da Eurofarma RC (Chevrolet), largou na pole, mas perdeu a posição para Thiago Camilo, da Ipiranga/Vogel Motorsport (Chevrolet), na terceira volta.

Betinho Gresse, da Hot Car (Chevrolet), rodou na sétima volta e o Carro de Segurança teve que entrar na pista. Na relargada Camilo teve problemas no carro e abandonou a prova. Com isso, Ricardinho assume a liderança novamente.

O atual campeão teve problemas na hora do pit stop, no momento da troca de pneus, perdeu muitas posições e não conseguiu mais retomar a ponta. Mas, estava em terceiro quando ao tentar evitar a ultrapassagem de Átila Abreu, os dois pilotos se tocaram. Ricardinho terminou a corrida em sétimo e Átila foi punido em 20 segundos e ficou em 12º.

Marcos Gomes assume a ponta e ‘passeia’ na pista onde se sente em casa. Afinal o piloto conquistou a quarta vitória nas últimas seis corridas disputadas em São Paulo. “Não posso dizer que sou melhor do que ninguém nessa pista, porque ela é muito imprevisível. O que conta muito é a energia do momento. Eu larguei bem, consegui manter a minha posição. Mas o meu diferencial em relação aos outros foi o trabalho excepcional da equipe, eles foram muito rápidos e eficientes, para mim, foi isso que decidiu a corrida”, diz o vencedor.

Luciano Burti, da Boettger Competições (Chevrolet) também fez uma corrida sensacional. O piloto largou em décimo quinto e chegou na segunda colocação.

Cacá Bueno, da Red Bull Racing (Peugeot), fez uma corrida de recuperação impressionante. O piloto largou em 20º, teve problemas na roda traseira, teve que ir para os boxes, perdeu muitas posições foi para 27º. Depois de muitas ultrapassagens e um bocado de sorte, o piloto terminou a corrida em terceiro.

Paulo Salustiano, da Vogel Motorsport (Chevrolet), fez a volta mais rápida da corrida. O piloto cravou 1:40.604 na quarta volta.

www.stockcar.com.br

Compartilhe esta notícia no Facebook: