Advogados comentam sobre preconceito no início da profissão

Blog Single
Delegacias de polícia e órgãos públicos estão entre os campeões de denúncias

O início de carreira é sempre mais difícil. Em todas as profissões, iniciar o exercício da atividade requer paciência, persistência e dedicação. Na Advocacia não é diferente. Nos primeiros cinco anos de atuação, o advogado é considerado iniciante. Neste período, muitos relatam ofensas às prerrogativas da Advocacia (atribuições legais do advogado), especialmente em órgãos públicos e servidores da Justiça.

De acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil/PR, denúncias ao Linha Direta Prerrogativas (um telefone específico para o relato de restrições ao exercício da profissão e ofensas) apontam que o pior atendimento aos advogados é dado nas delegacia de polícia. Depois vêm as repartições públicas e os cartórios. “Ouvimos muitas queixas relatando dificuldades no atendimento dos órgãos do poder judiciário”, conta a presidente da Comissão dos Advogados Iniciantes da Subseção São José dos Pinhais, Solange Gibrim. Segundo ela, em determinadas situações falta respeito e confiabilidade por parte dos atendentes.

“Até mesmo alguns clientes demonstram preconceito ao saber que o advogado está há pouco tempo na área”, reforça a advogada Ana Carolina Borges, integrante da Comissão de Advogados Iniciantes. “Para alguns, é difícil até mesmo em audiências, onde também percebem o preconceito por parte de advogados mais antigos e até mesmo juízes.”

“O que também acontece é o preconceito do próprio advogado iniciante com ele mesmo. Por sua falta de experiência, muitas vezes duvida de sua capacidade e isso não está certo, pois nos preparamos muito para conseguir a carteira”, diz também advogada iniciante Lidiane Gobetti.

“Nos primeiros cinco anos, o advogado está em fase de formação profissional e colocação no mercado de trabalho”, lembra o presidente da OAB/PR, Alberto de Paula Machado. “Com o passar do tempo, e do exercício da profissão, ele vai angariando espaço e respeito. É algo gradativo”, acredita. ”No entanto, a partir do momento em que ele está autorizado a atuar, é preciso que se faça valer suas prerrogativas de advogado.”

A OAB, tanto a seccional quanto as subseções, possui Comissões de Prerrogativas, voltadas justamente a atender advogados em seus direitos. “Sempre que um advogado não for atendido em seu direito de exercer a profissão, deve comunicar a OAB para que sejam tomadas medidas cabíveis”, reforça o presidente da Subseção São José dos Pinhais, Gilvan Antônio Dal Pont.


Vantagens de ser um iniciante
Ser iniciante na Advocacia não é sempre um problema. Muitas vezes eles, os iniciantes, levam vantagens sobre os mais antigos. “Ganhamos na prática e nos conhecimentos em tecnologia”, enfatiza a advogada Ana Carolina Borges. “Agora, com o Certificado Digital, é preciso estar antenado pois a tendência é o fim do papel. Tudo será eletrônico em breve. E nesta questão, os jovens levam vantagem, já que muitos advogados antigos não têm o conhecimento nem a prática no meio eletrônico.”

Além de conhecer de perto o ‘cyberespaço’, os jovens advogados em início de carreira dispõem de algumas vantagens dentro da própria OAB. “Eles tem o valor da anuidade reduzido, descontos em cursos da área e o acompanhamento e atenção constante do órgão”, explica o presidente da
OAB/PR, Alberto de Paula Machado.

Uma comissão especial para esta categoria também existe. “Levamos até eles toda política da OAB, incentivamos a qualificação profissional, damos dicas de organização de custos e organizamos ações de integração entre os novos advogados e a OAB, como a feijoada anual que aconteceu recentemente”, diz a presidente da Comissão dos Advogados Iniciantes de SJP, Solange Gibrim.


Serviço
A reunião da Comissão dos Advogados Iniciantes da OAB/SJP acontece na última segunda-feira do mês, às 18h30, na sede da entidade.
0800-6438906 - Linha Direta Prerrogativas
Advogados inscritos na Subseção SJP – 335
Advogados iniciantes inscritos na Subseção SJP – 124
Participantes da Comissão dos Advogados Iniciantes - 30

[PautaSJP.com - jornalista Mauren Lucrecia]

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: